quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Como Steve Jobs matou os nerds

Como Steve Jobs matou os nerds - Superinteressante

Hoje se encerrou a vida do Leonardo da Vinci dos tempos modernos, o sujeito que reinventou a tecnologia e nos tornou capazes de termos pcs, notebooks, smartphones, tables e afins, muito bom o texto, recomendo.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Google disponibiliza o botão +1 para toda WEB

O Google começou a implementar o botão +1 (link em inglês), em março, onde pode-ser recomendar conteúdo aos amigos e contatos diretamente dos resultados de pesquisa do Google e anúncios.

Mas a partir de 1º de junho, os botões +1 foram lançados para toda a web. O +1 vai, portanto, começar a aparecer em sites grandes e pequenos por toda a internet.

O botão +1 é tão simples na web como é na pesquisa do Google. Com um simples clique, você pode recomendar seu produto, notícia ou filme de ficção científica preferido para amigos, contatos e o restante do mundo. Na próxima vez que alguém conectado a você fizer uma pesquisa, ele ou ela poderá ver o seu +1 nos resultados.


Qualquer semelhança como curtir (LIKE) do facebook é mera coincidência e também uma maneira fácil de indexar e extrair estatísticas dos usuários.

Fonte: Google Blog

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Humortadela encerra as suas atividades e vira trending topics


Depois da morte do Osama Bin Laden pelo Obama, da Lacraia e dos problemas do Strauss-Kahn e do Palocci, um dos sites que mais visitei até hoje, junto com a página do rafilha foi um dos precursores do humor na internet brasileira, o site Humor Tadela encerrou suas atividades.

O anúncio foi feito no último dia 5, porém, só hoje repercutiu e subiu até assuntos mais comentados do Twitter.

Criado em 1995 pelo administrador de empresas Sérgio Batista, o Humor Tadela se destacou durante toda a primeira fase da internet brasileira.
Em 2004, Batista publicou o livro “Pão com Humor Tadela”, onde reuniu uma série de piadas do site.

Em 2008, o site sofreu uma invasão, o que o deixou fora do ar por alguns dias. Mesmo com um novo layout apresentado em 2009, o site já não fazia o mesmo sucesso de seus anos iniciais, aqueles bons tempos de internet discada, boas piadas e horas no humor tadela.

Fonte: Terra

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Abertas as inscrições para o Fisl


Começaram nesta quinta-feira as inscrições para 12° Fórum Internacional Software Livre (Fisl12). Lembrando, o evento será realizado de 29 de junho a 2 de julho no Centro de Eventos da PUC, em Porto Alegre.

Para quem está pensando em ir até 1° de maio, é R$ 100 (R$ 50 para estudantes ou membros de caravanas). Se feita durante os dias do Fisl, custará R$ 250 (R$ 125 se estudante ou parte de uma caravana). Mais informações lá em http://fisl.org.br/

Estarei montando uma caravana para os interessados.



sexta-feira, 4 de março de 2011

50 Games para Android

Estive meio off, férias, mas voltei com boas idéias e novas visões.

Com o advento crescente dos smartphones e do Android, muitos me perguntaram se dava para jogar nele, sem titubear fui ao Youtube e vejam o que encontrei abaixo:



Claro que com um Milestone a coisa fica mais fácil, mas mesmo assim a variedade é grande e tem muita coisa FREE.

Basta conferir em : https://market.android.com/

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Compras coletivas e o mercado de 2011 - Google, Groupon, Facebook


Cansado de tanto ver anúncios da Groupon, agora o Google e o Facebook .

A onda das compras coletivas começou nos Estados Unidos, logo após a crise financeira, pense bem, consumidores com pouco dinheiro e lojas com poucos fregueses gostaram da idéia das promoções-relâmpago para grupos de clientes. Assim o Groupon nasceu em Chicago, em novembro de 2008, criado por um músico de 29 anos chamado Andrew Mason que resulta num dos negócios de maior crescimento da história, com cerca de 30 milhões de usuários, faturamento anual próximo de US$ 500 milhões e valor de mercado ao redor de US$ 15 bilhões.

Com um mercado promissor e solitário, a Google e o Facebook correram para lançar os próprios serviços, o Google Offers e o Buy with friends (“Compre com amigos”) certamente vão ameaçar a supremacia do Groupon.
Lembrando que o Google já tentou comprar a Groupon, fez uma pequena oferta de US$ 6 bilhões para comprar o Groupon. Como não deu certo, e a partir daí o Google criou a própria ferramenta de compras coletivas, batizada de Offers.

Para ficar por dentro das ofertas e promoções, você só precisa acessar a página do iGoogle e cadastrar o serviço. O formato das ofertas deve ser o diferencial, já que o Google aproveita seus diversos recursos como o Google Maps para mostrar aonde fica o estabelecimento, dentre outros.

O serviço do Facebook, chamado de “Compre com os amigos”, funciona de um jeito diferente. Também em fase de teste, a ferramenta dá descontos em produtos já comprados por amigos, depois que o primeiro comprador recomenda a oferta. O serviço já é usado dentro de jogos da rede. “Não faz parte da estratégia do Facebook negociar ofertas próprias. É mais provável que eles agreguem de outros sites”, afirma Reck.

Para os clientes quanto mais ofertas melhor.


Fonte: Superdownloads
, Google e Época




segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Leilões Virtuais - A nova febre da Internet

Como todas as febres, essa veio com tudo, mas imagino que não vai tão longe. Funciona mais ou menos assim. Os produtos são colocados em disputa juntamente com um relógio que conta o tempo final do leilão. A partir daí, cada internauta passa a dar lances de um centavo no valor da mercadoria. Leva quem der o último lance antes do fim do cronômetro. Cada vez que alguém dá um lance, o valor da mercadoria sobe um centavo e o relógio volta a contagem regressiva de 10 segundos. O vencedor é aquele que der o último lance antes do relógio zerar.

Mas veja bem, apesar de aumentar apenas um centavo no preço final do produto, cada lance custa em média R$ 1, então o consumidor paga pela chance e não pela mercadoria. Este é o segredo do negócio. Pois, mesmo perdendo o leilão, os valores pagos por cada lance não serão devolvidos.

Para o site que leiloa é imensamente lucrativo, façamos o cálculo:

Produto custa R$900 reais
Frete: R$25 reais

Um pacote de 100 lances custa 100 reais.

O produto finaliza por R$45,10, ou seja, 95% do valor de mercado. Mas...

R$45,10
+R$25,00
+R$100,00
------------
R$170,10 - Lucro do comprador 81%

45,10 equivale a 4510 lances (cada um valendo um centavo), pensando que cada lance custa R$1 real, o site lucrou R$4510 reais, menos o valor do produto (R$900) = R$3600 de lucro + R$45,10 = R$3645,10 - mais de 400% de lucro

O Brasil já tem mais de 30 páginas de leilão na internet. A inspiração foi um site alemão que abriu filiais em vários países.

Para quem vai apostar ou testar, recomendo estratégia e muita paciência. A Globo já fez alguns comentários, veja abaixo:





Comece já a participar de um leilão virtual! A internet está cheia de opções bacanas, como o "Olho No Click!" ou o "Martela.com".


quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Qual o tamanho da Internet?

Em 1998, eram 26 milhoes de páginas indexadas, passou para 1 bilhão em 2000, 1 trilhão em 2008 e hoje, bem depende do cálculo, veja o infográfico abaixo, que explica como é estimado o tamanho da internet.





Fonte: TheNextWeb

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Como foi 2010 e o que esperar em 2011


O Facebook foi o melhor de 2010, não há o que contestar, Mark Zuckerberg foi eleito, e com razão, o homem do ano, inclusive é o personagem principal do filme “A Rede Social” .

Ainda falando em nome Julian Assange, o "cara"do Wikileaks, o sujeito que resolveu desafiar as relações diplomáticas mundo afora. O que o Wikileaks mostrou foi apenas a ponta do iceberg, tem muita coisa podre escondida.

Não dá para esquecer também o IPad, Steve Jobs, que conseguiu criar mais um mito, um brinquedinho para comprar e usar. Quanto ao Iphone como sempre vende feito água no deserto, mais uma cartada certeira do Jobs.

A Google não foi também, salvo o Android, o Wave não andou e deixaram a Microsoft fazer a festa com o Kinect (outra hora falo melhor desse cara).

Para 2011, provavelmente esqueceremos os teclados e mouses e quem sabe o papel, o negócio é esperar.

Abraço,